30/06/2015


A CULTURA AFRO-BRASILEIRA

 

A CULTURA AFRO-BRASILEIRA

 

 Durante as apresentações das Oficinas Profissionalizantes de 2015, foi exibida a matriz africana do documentário produzido com base no livro de Darcy Ribeiro: O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil, 1995. Conhecendo os modos e os costumes de cada povo que ajudou a formar o brasileiro, os estudantes têm a oportunidade de perceber que: “Todos nós, brasileiros, somos carne da carne daqueles negros e índios .... somos .... A doçura mais terna e a crueldade mais atroz... “ (Darcy Ribeiro, 1995).

 

A cultura afro-brasileira refere-se ao conjunto de manifestações culturais brasileiras que sofreram influência da cultura africana. Sentimos essa influência na religião, na música, no folclore, na culinária e em nosso vocabulário diário.

 

Palavras como: acarajé, batuque, bunda, cachaça, carimbo, dengo, fubá, jiló, moleque, samba, tanga e inúmeras outras vieram com os escravos traficados. Pela sonoridade dessas palavras notamos a doçura do povo.

 

Os africanos trouxeram inúmeros deuses. Os orixás se tornaram os mais conhecidos entre os praticantes e não praticantes das religiões de origem e influência africana. Entre os mais conhecidos, há: Exu, Ogum, Oxossi, Xangô, Iemanjá, e Oxalá.

Você Já Foi a Bahia?

Você já foi à Bahia, nêga?
Não?
Então vá!
Quem vai ao "Bonfim", minha nêga,
Nunca mais quer voltar.
Muita sorte teve,
Muita sorte tem,
Muita sorte terá
Você já foi à Bahia, nêga?
Não?
Então vá!
Lá tem vatapá
Então vá!
Lá tem caruru,
Então vá!
Lá tem munguzá,
Então vá!
Se "quiser sambar"
Então vá!

Nas sacadas dos sobrados
Da velha São Salvador
Há lembranças de donzelas,
Do tempo do Imperador.
Tudo, tudo na Bahia
Faz a gente querer bem
A Bahia tem um jeito,
Que nenhuma terra tem!

Lá tem vatapá,
Então vá!
Lá tem caruru,
Então vá!
Lá tem munguzá,
Então vá!
Se "quiser sambar"
Então vá!

Então vá...!

Nessa composição de Dorival Caymmi desfrutamos da culinária africana.

O samba e a capoeira são exemplos da influência africana na música brasileira. Instrumentos como o tambor, atabaque, cuíca e o berimbau são heranças africanas.  E a Capoeira, o que é?

É uma mistura de dança e de luta. Atravessou a época da escravidão disfarçada de dança nos terreiros da casa-grande. Inventada pelos negros no Brasil, a capoeira, hoje, atravessa os mares e se faz presente em todos os continentes.

 

Quem não conhece Aquarela Brasileira de Martinho da Vila?

Vejam essa maravilha de cenário:
É um episódio relicário,
Que o artista, num sonho genial
Escolheu para este carnaval.
E o asfalto como passarela
Será a tela do Brasil em forma de aquarela.
Caminhando pelas cercanias do Amazonas
Conheci vastos seringais.
No Pará, a ilha de Marajó
E a velha cabana do Timbó.
Caminhando ainda um pouco mais
Deparei com lindos coqueirais.
Estava no Ceará, terra de irapuã,
De Iracema e Tupã
E fiquei radiante de alegria
Quando cheguei na Bahia...
Bahia de Castro Alves, do acarajé,
Das noites de magia do Candomblé.
Depois de atravessar as matas do Ipu
Assisti em Pernambuco
A festa do frevo e do maracatu.
Brasília tem o seu destaque
Na arte, na beleza, arquitetura.
Feitiço de garoa pela serra!
São Paulo engrandece a nossa terra!
Do leste, por todo o Centro-Oeste,
Tudo é belo e tem lindo matiz.
No Rio dos sambas e batucadas,
Dos malandros e mulatas
De requebros febris.
Brasil, essas nossas verdes matas,
Cachoeiras e cascatas de colorido sutil
E este lindo céu azul de anil
Emoldura em aquarela o meu Brasil.

Que lindo, não?!




Indique esta notícia para um amigo

Seu nome:
Seu e-mail:
Nome amigo:
Email amigo:
código captcha